3 DICAS PARA O MASSOTERAPEUTA EVITAR LESÕES

Nosso corpo é a principal ferramenta de trabalho, portanto, precisamos nos cuidar para promover o bem estar

Saudações amigos terapeutas!

Mais uma vez nos encontramos para falarmos um pouco do tema definido acima.

Podemos afirmar que, tanto a massagem da cadeira quanto da maca, são atividades repetitivas e que se não realizadas adequadamente, resultarão em uma tensão significativa em todo nosso corpo. Porém a mecânica corporal pode abrandar tais sintomas, ou seja, aprenderemos neste artigo a usar nosso corpo de maneira mais eficiente possível.

1 – ALONGAMENTOS E TROCA DE MASSAGENS

A LER (Lesões por Esforços Repetitivos) em nossa profissão, ocorre a partir de movimentos submáximos e repetitivos. São lesões dolorosas e que se não receberem a devida atenção e serem tratadas desde seu inicio, poderão se tornar crônicas e possivelmente terminar com nossa profissão precocemente.

Neste momento, destaco a importância da troca de massagem entre nós terapeutas. Além dela, devemos levar em conta também o alongamento, as aplicações de gelo (se for o caso), o repouso e a modificação do comportamento corporal que nós terapeutas temos durante os atendimentos.

Gosta muito de massagem? Então curta!

Estes cuidados possibilitarão a prevenção da LER e ainda nos possibilita a interação com outros profissionais.

Mulher recebendo massagem

2 – ACESSÓRIOS PARA MASSAGEM

Muitos terapeutas talvez não gostem de usar acessórios ou aparelhos de massagem, pois alegam que perdem o tato e contato com o cliente. Considero e respeito tal afirmação, mas eu particularmente não abro mão destes, uma vez que, embora possamos perder parte da sensibilidade do toque, com o uso devido dessas ferramentas, a proteção e a prevenção que elas nos fornecem contra a LER é indiscutível e compensa.

Claro que se for decidido usar tais materiais é importante encontrar o tamanho e a utilidade certa dos mesmos, pois um aparelho inadequado pode sim causar mais tensão e danos nas articulações e músculos do que o uso das mãos livres.

3 – VARIAÇÃO DAS MANOBRAS

Como aprendemos em nossa formação, um cliente nunca pode ser atendido como mais um e sim como um ser integral/único.

Desta forma, até para evitarmos movimentos repetitivos, indico como medida preventiva a variação dos toques (ou manobras) e fazermos intervalos mais longos entre uma sessão e outra para descansar nossas mãos.

CONCLUSÃO

A capacidade de manter uma longa carreira na massoterapia depende da disposição e de mantermos hábitos saudáveis de trabalho, além dos cuidados com nosso condicionamento físico para realizarmos nosso trabalho com longevidade.

É importante cuidar de si próprio antes de cuidar dos outros. Um abraço e até próxima… Raul!

E VOCÊ? O QUE FAZ PARA EVITAR LESÕES? COMENTE!

Escrito por Pedro Mendes

Gostou? Recomende esse artigo para seus amigos!

15 Comentários em 3 DICAS PARA O MASSOTERAPEUTA EVITAR LESÕES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *