AS 5 DIFICULDADES MAIS COMUNS DE UM MASSOTERAPEUTA RECÉM-FORMADO

Conheça as dificuldades mais comuns de um massoterapeuta recém formado

Que a atividade de massoterapia é uma benção para poucos, todos sabem! Não é verdade?

São anos conciliando trabalho fixo com estudo para um dia nos tornarmos um massoterapeuta formado.  Para muitos é o fim de um ciclo, porém, na realidade, este é só o início de uma longa jornada para quem quer ser um massoterapeuta de sucesso.

Destacamos neste artigo, as 5 dificuldades mais comuns de um massoterapeuta recém-formado. Confira!

1º – INSEGURANÇA EM TROCAR O TRABALHO FIXO PELO AUTÔNOMO

Muitos brasileiros passam anos estudando com o intuito de conseguirem bons empregos em empresas privadas e/ou cargos públicos.

Quando alguém se “arrisca” ao empreendedorismo ou atuação como autônomo, este sofre uma pressão muito grande da família e até mesmo certa insegurança se realmente vale a pena se arriscar em algo do qual não se conhece ainda.

Gosta muito de massagem? Então curta!

Para os massoterapeutas recém-formados, esta é uma das primeiras dificuldades, pois há aquela sensação de se ter um trabalho fixo e “abandoná-lo”, causa certa desconfiança, o que é normal, podemos ressaltar.

Para a massoterapeuta Joceli Cândido não foi diferente!

“Após a formação fiz uma reflexão e perguntei para mim mesma: E agora?
Fiquei um tanto insegura. Será que iria conseguir me manter com esse tipo de serviço?
Foi por isso que levei algum tempo pra atuar na área, pois eu tinha várias dúvidas e estava insegura.”

2º – COMO INICIAR COM AS ATIVIDADES DE MASSOTERAPEUTA

Uma dúvida muito comum dos estudantes de massoterapia é em qual segmento atuar.

Esta é uma dúvida um tanto quanto que positiva, pois a massoterapia possui diversos campos de trabalho e é necessário conhece-las para que você possa se identificar com alguma delas e se especializar no segmento.

Para a massoterapeuta Mayara Ribeiro, tudo fluiu em uma perfeita sintonia.

Logo que decidi deixar meu trabalho fixo para atuar como autônoma, comecei a procurar eventos com empresas que trabalhassem com Quick Massage.
No Dia Internacional da Mulher deste mesmo ano de 2012, fui trabalhar em um evento de uma empresa, através da consultoria Conceito Zen. Fiquei muito feliz! E fiquei mais feliz ainda, porque nesse mesmo evento conheci uma massoterapeuta que trabalhava há muito tempo em eventos em empresas e disse-me que em uma das empresas da qual ela trabalhava estava precisando de um terapeuta. Não pensei duas vezes! Aceitei!
Lembro que o evento do Dia da Mulher foi em uma quinta-feira. Fui fazer a entrevista na sexta-feira e na segunda feira já estava trabalhando.

3º – QUANTO COBRAR PELO ATENDIMENTO PARTICULAR

Trabalhar em eventos de Quick Massage é uma ótima oportunidade para conhecer outros profissionais mais experientes da área, praticar um pouco das técnicas de massagem aprendidas no curso, além de já iniciar uma experiência saudável com o toque.

Atuar nestes eventos pode até lhe gerar uma boa renda, porém, esta não é e não deve ser sua única fonte de renda, pois nestes eventos o desgaste físico é imenso, o que pode prejudicar sua “vida útil” como massoterapeuta.

Ter clientes particulares lhe dá uma maior liberdade de gerir seu tempo além de ser muito mais rentável do que trabalhar em eventos. Mas para o massoterapeuta recém-formado surge a dúvida: Quanto cobrar pelo atendimento?

Já vi valores extremos e me pergunto muitas vezes quanto é justo para mim e quanto é justo para meu cliente”, relata a terapeuta Mayara.

Identificar seu público alvo é o primeiro passo que o profissional precisa saber para poder saber quanto cobrar pelo seu trabalho.

consultorio de massoterapia

4º – DIFICULDADE NA GESTÃO DO TEMPO PARA SE ATUALIZAR

Como citado no início do artigo, engana-se quem pensa que ao concluir o curso de massoterapia já está totalmente apto para atuar na área.

O corpo humano é muito complexo e nossa profissão exige o estudo contínuo, principalmente para aperfeiçoarmos nossos conhecimentos em anatomia, fisiologia, patologias, etc.

Por trabalhar em eventos de massagem ou com atendimentos particulares, o desgaste com os atendimentos e locomoção entre um cliente e outro, podem desestimular o profissional de continuar seus estudos.

Minha maior dificuldade é arrumar tempo pra fazer outras especializações”, comenta Joceli.

O profissional que quer se destacar no mercado de trabalho precisa estar sempre se atualizando com cursos de aperfeiçoamentos além de reciclagens constantes.

5º – ABRIR ESPAÇO PRÓPRIO OU CONTINUAR COM EVENTOS E ATENDIMENTOS PARTICULARES

Esta é sem dúvida, uma das principais dúvidas do massoterapeuta recém-formado.

Trabalhar em eventos de massagem é a forma “mais fácil” de entrar no mercado de trabalho da massoterapia. É uma atividade que pode gerar uma boa renda, mas o desgaste físico é um “contra” muito ressaltado pelos profissionais mais experientes.

O atendimento particular é uma das atuações mais rentáveis para o profissional, porém, saber quem é seu público alvo, quanto cobrar e ter uma boa gestão do tempo são algumas das principais preocupações dos profissionais.

Ao escolher abrir seu próprio espaço para atendimentos de massagem, o massoterapeuta assume algumas responsabilidades das quais precisa ter conhecimento para uma gestão segura do negócio. São elas: Impostos, custos fixos, custos variáveis, finanças, técnicas de negociação, planejamento de marketing, entre outros.

Hoje em dia, trabalho atendendo em domicílio com dia e hora marcado, mas futuramente quero ter também o meu espaço, acho que vale a pena. Estou conquistando o mercado para isso!”, ressalta Joceli.

CONCLUSÃO

Relatamos as 5 dificuldades mais comuns de massoterapeutas recém-formados para ressaltar a todos os que estão se formando que, o diploma é o primeiro passo para iniciar a carreira de massoterapeuta e ser um bom profissional da área.

A massoterapia exige estudos contínuos e aperfeiçoamentos constantes, além de contato com outros profissionais da área para discussão de casos clínicos e troca de experiências.

Com muita perseverança, humildade e estudo, estas 5 dificuldades apresentadas no artigo serão facilmente superadas e lhe servirão como base para uma excelente carreira como massoterapeuta.

E PARA VOCÊ?
QUAIS FORAM AS PRINCIPAIS DIFICULDADES QUANDO SE FORMOU?

Gostou? Recomende esse artigo para seus amigos!

56 Comentários em AS 5 DIFICULDADES MAIS COMUNS DE UM MASSOTERAPEUTA RECÉM-FORMADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *